* FALHA * 

MODA AGÊNERO, AUTORAL E BRASILEIRA

A Falha é uma marca de moda agênero, autoral e brasileira. Seu criador, Felipe Marques, a desenvolveu partindo de sua monografia “A moda como tecnologia de gênero no binarismo masculino e feminino”. Entendemos que moda não possui gênero. A roupa é uma ferramenta que utilizamos para comunicar e expressar quem somos. Vestimos nossas roupas para performar nosso gênero. A indumentária é um signo e, como tal, ela se comunica, é uma linguagem imagética.

 

Através das modelagens, cores, texturas e estampas buscamos naturalizar os corpos ininteligíveis e incentivar que as pessoas se vistam da maneira que se identifiquem, não se limitando aos padrões construídos. Uma moda que seja para todes!


Como marca agênero, além da roupa, é imprescindível para nós nos comunicarmos de forma direta com nossos consumidores e transmitirmos nossos ideais e convicções. Precisamos descontruir no consumidor o binarismo que a sociedade engendrou em seus corpos. Dar espaço e visibilidade as inúmeras performatividades de gênero é crucial. Criar um espaço seguro para que nossos consumidores se sintam a vontade e encorajados a repensar o vestir, o significado de suas roupas e o que elas comunicam ao mundo


Como marca de moda autoral, prezamos por uma indumentária de qualidade e duradoura. Focamos no vanguarda e na atemporalidade das roupas. A efemeridade da arte, as expressões dos corpos ininteligíveis, as cidades e as movimentações urbanas, a desconstrução dos padrões e a ocupação dos espaços públicos são nossas principais inspirações. Valorizar o trabalho do pequeno, repensar o consumo e fortalecer a indústria criativa local são valores cruciais para nós.


O nome “Falha” surgiu através do desejo de ressignificar uma palavra que é muito usada para definir os corpos que fogem do padrão de gênero. Vistos muitas vezes como falhas da natureza, da sociedade, de caráter, falhas na criação... Propomos assumir essas falhas e entender que divergir do padrão é enaltecer sua singularidade. Um ato corajoso de força e resistência. Somos a soma de recorrentes falhas que nos trouxeram até aqui. Uma palavra que evoca a perseverança e resiliência humana.


Falha também significa uma fissura sobre uma superfície rígida. Entendemos isso como quebrar e subverter os padrões vigentes. Assim como uma flor consegue romper o asfalto, nós conseguimos mudar os constructos sociais. A falha está no piso de caquinho na casa da vó, na tinta que descascou na parede da sala, na louça oriental que se quebra e é restaurada com ouro, no mosaico, no artesanato, naquilo que é produzido à mão...